sexta-feira, 10 de outubro de 2014

“Já pensou pedro com um cabelão de maria chiquinha! Não combina, né?!” Geografia e gênero na educação infantil

Vale conferir o texto:

“Já pensou pedro com um cabelão de maria chiquinha! Não combina, né?!” Geografia e gênero na educação infantil
de
Thiago Bogossian


Resumo

Na contemporaneidade ainda persiste a concepção de que existem diferentes comportamentos esperados para homens e mulheres. A partir de uma sociedade que se constituiu através da cultura de superioridade dos homens sobre as mulheres sob a égide do patriarcado, uma série de impedimentos culturais em termos de mobilidade, comportamento, linguagens, roupas e afinidades foram estabelecidos para diferenciar o gênero masculino e feminino, com base unicamente na diferença entre os sexos. O que ocorre, no entanto, é que o gênero é uma categoria social e não biológica, portanto está relacionado à cultura e à história. Na escola brasileira, a desigualdade de gênero ainda assume diferentes feições, ora estigmatizando comportamentos, ora normatizando corpos, ora permitindo um contato diferenciado entre meninas, meninos e as professoras. Elaborado a partir dos referenciais teóricos dos estudos de gênero, da Sociologia da Infância e da Ciência Geográfica, este artigo pretende apresentar algumas reflexões, mesmo que ainda de forma inconclusiva, relacionadas à desigualdade de gênero presente em uma instituição de Educação Infantil no município de Niterói, no Estado do Rio de Janeiro.

Acesse o texto completo em:
http://www.seer.ufs.br/index.php/revtee/article/view/2963

Thiago Bogossian é membro do Grupo de Pesquisas e Estudos em Geografia da Infância. Graduando em Geografia e mestrando em Educação pela UFF.

Nenhum comentário:

Postar um comentário