domingo, 27 de janeiro de 2013

Special Issue of Urban Studies - Young People's Im/Mobile Urban Geographies

You may interested to know that an Urban Studies Special Issue has just been published (details below). The issue theme is: Young People's Im/Mobile Urban Geographies, and it is the first special issue in Urban Studies with an explicit focus on young people.

The extended introduction provides a conceptual framework which melds urban studies debates with those directly related to young people's urban geographies. It includes: consideration of the absent presence of young people in academic work on the urban; a review of relevant elements of relationality, comparative urbanisms, urban mobilities, and methodological issues. The ten articles explore a range of youthful urban im/mobilities in different geographical contexts including Africa and Australia, New Zealand and the USA, Hong Kong and the UK. Papers explore young people's identity issues of race, ethnicity, gender, socio-economic status, disability and educational status as well as diverse urban mobilities and immobilities.

Caribbean List members may be particularly interested in the article by Tracey Reynolds, 'Them and Us': 'Black Neighbourhoods' as a Social Capital Resource among Black Youths Living in Inner-city London'.

The special issue is available through the Urban Studies (Sage publishers website) through on-line first and is also now in print, Volume 50, issue 3, February 2013.

quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

Novo Projeto de Pesquisa do GRUPEGI: INFÂNCIAS MIGRANTES



O Grupo de Pesquisas e Estudos em Geografia da Infância inicia no ano de 2013 um novo projeto de pesquisa intitulado INFÂNCIAS MIGRANTES. Com uma ampla abertura, a pesquisa pretende cartografar as infâncias passadas e contemporâneas através de sua condição de migrantes. O trabalho utiliza estratégias de natureza qualitativa, sobretudo uma metodologia que vem sendo elaborado no grupo e que vem sendo chamada de MAPAS VIVENCIAIS  Com aporte teórico nos postulados da Geografia da Infância, na Teoria Histórico Cultural e no conceito de Autoria, iniciamos a fase 1 das atividades. Se desejar maiores detalhes não exite em contactar o nosso grupo.

segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

Joint ICA Symposium: Dresden, 23 August 2013


Call for the Joint Symposium that four ICA Commissions (of course including our Commission) are going to organize before ICC 2013.The venue of the symposium will be the Dresden University of Technology and the participation is free, but subject to registration. The website of the Symposium is also ready, you can access it here:

quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

Call for papers: RGS-IBG Annual Conference, London, 28-30th August 2013

Session Title
Economic Change and Children, Youth and Families: Current Experiences and Future Frontiers

Session Organisers
Helena Pimlott-Wilson (Loughborough University) and Sarah Marie Hall (University of Manchester)

Sponsored by the Geographies of Children, Youth and Families Research Group (confirmed) and the Economic Geography Research Group (TBC)

Session Theme
The global financial crisis of 2007-2009 has had catastrophic impacts on global, national, regional and local economic geographies. These impacts continue to play out in the form of job losses, pay cuts and short-hours working, depressed housing markets, public spending cuts and the rising cost of everyday goods, meaning that, for many people, the future remains somewhat bleak (JRF 2012). In particular, the impact on children, youth and families is noteworthy (see Edwards and Weller 2010), and yet commentary on the recent economic crisis and period of austerity has tended to focus more on impacts to government, financial markets and business.

In November 2012, the UK Government launched a consultation on the measurement of child poverty, moving away from principally economic assessments to include social factors. Despite political attention focusing on this contested area of measurement, there remains a paucity of research exploring the lived experiences of children, youth and families in austere times. In this session we aim to explore the breadth and depth of such economic change as experienced by children, youth and families, as an often neglected area of study (MacLean et al. 2010) in relation to the frontiers of the past, present and future. We are interested in how children, youth and families cope during such turbulent times, and how they draw on the past, present and future to do so. We are also interested in how experiences, perceptions and understandings of the future and futurity according to children, youth and families has been shaped by recent economic changes, and likewise how they feel about the future in relation to past and on-going events. We conceive of ‘frontiers’ in a variety of ways; including those that are abstract, experiential, imagined and tangible. While the frontier might a point in time, it might also be events of economic change, or be existing or new kinds of frontiers that emerge or loom as a result of such change, such as frontiers of poverty, partnership dissolution and unemployment.

We therefore welcome 15 minute papers relating to (but not limited to) the session themes, including:

• Impacts and experiences of economic recession (past and recent);

• Future and futurity;

• Employment, unemployment and job insecurity;

• Coping strategies during, and experiences of, economic change;

• Understandings of these above issues according to children, young people and families.

Being Involved
Please send your title and abstract of a maximum of 250 words by Monday 4th February 2013 to Helena (H.Pimlott-Wilson@lboro.ac.uk) AND Sarah (sarah.m.hall@manchester.ac.uk). Thank you

segunda-feira, 14 de janeiro de 2013

Redes Educativas e as Tecnologias

O debate em torno das vertiginosas transformações que o mundo atual vem sofrendo nos mais diferentes campos, vem exigindo da reflexão e produção acadêmicas em educação a ampliação de temas, referenciais, perspectivas de estudo de um modo jamais visto. A necessidade de ampliação dos diálogos entre diferentes campos de conhecimento e de abordagens sociais vem proporcionando a pluralização de conhecimentos do mundo que se enredam para além do conhecimento científico, até recentemente considerado como única forma de conhecimento válida e universal. Se, historicamente, epistemicídios de toda sorte (SANTOS, 1995) foram cometidos, somos hoje capazes de reconhecer diferentes modos de conhecer o mundo e de com ele dialogar, em embate e diálogo no mundo acadêmico e cotidiano. Vivemos hoje um momento histórico em que a crise do paradigma hegemônico vem sendo acompanhada pelo crescimento desses estudos e debates em torno dessa multiplicidade de possibilidades de pensar as diferentes redes educativas considerando tudo aquilo que as vem subvertendo e transformando na atualidade e que exigem novas abordagens e discussões.

Nesse sentido, em sua sétima edição, os organizadores do Seminário Internacional "As redes educativas e as tecnologias", na tradição das preocupações sociais e culturais que vêm dedicando aos problemas educativos desde sua primeira edição, se propõem a discutir a atualidade, as transformações e subversões nos conhecimentos, visões de mundo, tecnologias e redes educativa que a caracterizam.

Mais informações: http://www.seminarioredes.com.br/

por Ricardo Amorim
Pesquisador do GRUPEGI

ANPUH - SIMPÓSIO TEMÁTICO PERSPECTIVAS HISTÓRICAS DA INFÂNCIA NA EDUCAÇÃO MODERNA

Caros colegas,

Informo que estão abertas, de 01 de janeiro a 31 de março de 2013, inscrições de trabalhos para o SIMPÓSIO TEMÁTICO PERSPECTIVAS HISTÓRICAS DA INFÂNCIA NA EDUCAÇÃO MODERNA que ocorrerá no âmbito do XXVII Simpósio Nacional da ANPUH (Natal - RN, 22 a 26/07/2013).
Instruções gerais para inscrições em:
http://www.snh2013.anpuh.org/inscricoes/capa


Cordiais Saudações,

Haroldo de Resende
coordenador do Simpósio

por Claudia da Costa Guimarães Santana
Pesquisadora do GRUPEGI

JOGOS, BRINQUEDOS E PRÁTICAS CORPORAIS EM POVOS ORIGINÁRIOS DA AMÉRICA LATINA JUEGOS, JUGUETES Y PRÁCTICAS CORPORALES EN PUEBLOS ORIGINARIOS DE LATINOAMERICA

A Antropologia do esporte na América Latina ganhou destaque ao longo da última década em eventos como a RAM, RBA e ANPOCS. É notável, nesta produção, uma maior demanda por esportes modernos em contextos urbanos. Por outro lado, a construção do corpo indígena tem sido revelada em seus aspectos cosmológicos e rituais em uma rica produção ao longo de décadas. No entanto, contextos de jogos, tradicionais ou modernos, brinquedos, práticas lúdicas e corporais específicas dos povos originários da América Latina tem aumentado o interesse de diversos pesquisadores nos últimos anos, através de diversas pesquisas dentro ou fora das aldeias. Nosso Grupo de Trabalho se propõe a congregar as pesquisas consolidadas ou em andamento e os relatos de experiências interculturais dentro das temáticas indígenas na América latina. A expectativa inicial é de reunir um mínimo 20 papers e 05 posters de a ntropólogos e outros pesquisadores afins aos temas.
Esperamos reunir papers de pesquisadores dos países da América Latina, USA, Canadá e Europa que tenham por objeto de pesquisa as diversas práticas corporais, jogos e brinquedos em povos originários, preferencialmente em povos indígenas das Américas.
Os pesquisadores interesados devem enviar um resumo com no máximo 350 palavras para o e-mail dos coordenadores

O Dead Line para envio de resumos é dia 25/02/2013.

O Dead Line para papers dos resumos aceitos é dia 06/05/2013.

Os Resumos devem ter no máximo 350 palavras e ser encaminhados a ambos os coordenadores do GT pelos e-mails:

zerf@uol.com.br & sferrarese@neunet.com.ar



CALL FOR PAPERS

Invitamos a todos los investigadores interesados a unirse a nuestros juegos en grupo de trabajo, JUGUETES Y PRÁCTICAS CORPORALES EN LATIN AMERICAN PEOPLE originarios, que se celebrará en X RAM [Reunión de Antropología del Mercosur] entre el 10 y 13 de julio 2013 en la ciudad de Córdoba, Argentina

JUEGOS, JUGUETES Y PRÁCTICAS CORPORALES EN LOS ORIGINARIOS DE AMÉRICA LATINA

JUEGOS, JUGUETES Y PRÁCTICA DE ORIGEN corporal EN LATINOAMERICA pueblos

Dr. José Mendonca Fassheber Ronaldo (UNICENTRO, Brasil)

Dda. Stela Maris Ferrarese (Universidad Nacional de Luján, Argentina)

La antropología del deporte en América Latina ganado importancia en la última década en eventos tales como RAM, RBA y ANPOCS. Cabe destacar que en esta producción, el aumento de la demanda de los deportes modernos en contextos urbanos. Por otra parte, la construcción del cuerpo indígena ha sido revelado en sus aspectos cosmológicos y rituales en una rica producción por décadas. Sin embargo, los contextos de juegos, tradicionales o modernos, los juguetes, las prácticas lúdicas y cuerpo específico de los pueblos originarios de América Latina se ha incrementado el interés de muchos investigadores en los últimos años a través de diversas investigaciones dentro o fuera de las aldeas. Nuestro grupo de trabajo tiene como objetivo reunir las investigaciones en curso o las declaraciones y los informes de las experiencias interculturales dentro de la temática indígena en América Latina. La expectativa inicial es reunir un mí nimo de 20 ponencias y 05 carteles de los antropólogos y otros investigadores relacionados con los temas.

Esperamos reunir ponencias de investigadores de los países de América Latina, EE.UU., Canadá y Europa que tengan por objeto la investigación de las diversas prácticas corporales, juegos y juguetes para los pueblos originarios, los pueblos indígenas, preferentemente en las Américas.

Los investigadores interesados deberán enviar un resumen de 350 palabras al correo electrónico de los coordinadores

La fecha límite para la presentación de resúmenes es el día 25/02/2013.

La fecha límite para ponencias es el día 06/05/2013.

Los resúmenes tendrán una extensión máxima de 350 palabras y debe presentarse a los coordinadores de GT por e-mail:

zerf@uol.com.br y sferrarese@neunet.com.ar



Dr. José Ronaldo Mendonça Fassheber
UNICENTRO - Guarapuava
42 3629 8132 - DEDUF

A cada um segundo suas necessidades e de cada um segundo suas possibilidades.
K. Marx

sexta-feira, 11 de janeiro de 2013

Editora UFJF lança cartilha para download


A Editora UFJF está disponibilizando gratuitamente para download a cartilha Os Direitos Educacionais das Crianças e dos Adolescentes Adoentados: Orientações para Escolas, Famílias e Hospitais. Esta publicação foi elaborada como parte do Projeto Hora de Aprender, que funciona no Hospital Universitário da UFJF desde 1999. Trata-se de um trabalho interdisciplinar que realiza orientação psicoeducacional e atendimento pedagógico hospitalar para crianças e adolescentes que tiveram a escolarização interrompida devido à internação nessa instituição.

As ilustrações presentes na obra são de autoria de crianças ou adolescentes que estiveram, em algum momento de seus cursos de vida, internadas no HU.

Os profissionais do hospital, os educadores e, especialmente, os pais são - além das crianças e dos adolescentes - alvos do Projeto Hora de Aprender. Por considerar que esses indivíduos são fundamentais quando ameta é garantir que os direitos educacionais de estudantes adoentados sejam respeitados, foram elaboradas as orientações constantes na publicação.

Maiores detalhes 
http://www.editoraufjf.com.br/index.php/servicos/publicacoes/novidades/12-editora-ufjf-lanca-cartilha-para-download